Família Roriz: Dois inelegíveis e dois na disputa


Dedé Roriz e Joaquim Roriz Neto / Reprodução da internet

Na Onda Azul

Esta tudo pacificado na família Roriz. Com Liliane Roriz fora das eleições de 2018 restam apenas Joaquim Roriz Neto (PROS), que é pré-candidato a deputado federal e Dedé Roriz (PHS), que é pré-candidato a deputado distrital. Os primos estiveram juntos no lançamento da pré-candidatura de Eliana Pedrosa (PROS) e Alírio Neto (PTB) rumo ao GDF.

Oficializada

Eliana e Alírio oficializaram a parceria entre PROS e PTB. Eliana será a governadora e Alírio o vice. PHS, PMN e PTC formam a coligação que aguarda a adesão de outras siglas. O lançamento ocorreu no último sábado, na Estrutural, e foi concorridíssimo.Hermeto recebendo o apoio da diretoria da CIFAIS / Reprodução da internet

Juntos pela farda

O pré-candidato a deputado distrital Hermeto (sem partido) tem comido pelas beiradas e fechado apoios importantes. O último a aderir a sua pré-candidatura foi o ex-candidato a deputado distrital Major Cruz. Nas eleições de 2014 ele obteve 4.914 votos. Já Hermeto teve 9.664 votos.

Diretoria fechada

Major Cruz é presidente da Associação Recreativa e de Assistência aos Policiais Militares do Distrito Federal (CIFAIS). “Em prol da categoria, em prol da corporação, estou abrindo mão da minha candidatura e irei apoiar o Hermeto”, disse Cruz num vídeo que circulou nas redes sociais. Além de Cruz, os diretores da CIFAIS também declararam apoio à Hermeto.

Bom de gestão

Hermeto foi administrador da Candangolândia de 2007 à 2010 e de 2011 a 2014 e é considerado um dos melhores administradores que a cidade já teve. Além de sua representação na Candangolândia e região, ele também representa a Polícia Militar.

Sem representação

Na última eleição os policiais militares ficaram sem representante na Câmara Legislativa. O último deputado eleito, oriundo da PM, foi o Cabo Patrício. Atualmente, poucos policiais possuem reais condições de serem eleitos. Além de Hermeto, apenas o Guarda Janio encabeça essa lista.

Apoio popular

Tanto Janio, quanto Hermeto, podem ser eleitos graças ao apoio da comunidade. Muitos policiais militares saem candidato à distrital, o que pulveriza demais os votos e diminui a possibilidade da corporação voltar a ter representação na Câmara Legislativa.

Rumo a CLDF

Alexandre Bispo (PR) oficializou sua pré-candidatura à deputado distrital. Alexandre é um dos articuladores da campanha de Jofran Frejat (PR). O lançamento contou com a presença dos principais apoiadores de Frejat e de Vilmar Rocha (PSD-GO). Vilmar foi deputado estadual, federal e secretário em Goiás.

Apoio no Entorno

Vilmar declarou apoio à Frejat durante o lançamento da pré-candidatura de Alexandre. Vilmar entende que pode contribuir, principalmente na região do Entorno. Em 2014, ele foi candidato ao Senado, ficando em segundo lugar com mais de um milhão de votos. Vilmar teve mais votos do que Ronaldo Caiado (DEM) na maioria das cidades do Entorno.

Sem indicação

O pré-candidato ao Senado Paulo Roque (Novo) tem se posicionado contra a indicação de cargos no executivo. “Parlamento não é negócio. Parlamentar ter cargo no governo é um crime e meu partido defende que não haja indicação política. Esses cargos são da sociedade. Um parlamentar com cargos no Executivo não está preocupado com o serviço público e, sim com a próxima reeleição”.

Perguntar não ofende

“Estamos falando de crise na Universidade (UnB) e os partidos políticos ficaram com quase R$ 2 bilhões para investir nas campanhas. Porque não se pega todo este dinheiro e investe em educação?”

Paulo Roque, pré-candidato ao senado pelo NOVO.

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Portal Conectado ao Poder, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

Postar um comentário

0 Comentários