NOTA PMDF

ESCLARECIMENTOS SOBRE A PRISÃO DO HOMEM QUE VINHA ROUBANDO JOIAS E CELULARES DE MULHERES EM TAGUATINGA

Um homem que vinha a meses cometendo assaltos, preferencialmente contra mulheres, na região de Taguatinga foi preso por policiais militares no início da tarde desta segunda-feira (25).
Com o intuito de esclarecer o fato e não deixar dúvidas sobre o *responsável pela prisão*, a Polícia Militar informa:
A cerca de 2 anos o 2º Batalhão (unidade responsável pelo policiamento em Taguatinga) criou uma modalidade de policiamento chamada de Força Tarefa. O intuito era focar as ações no combate aos assaltos que ocorriam, principalmente nos pontos de ônibus no início da manhã. 
Uma das equipes que atua na Força Tarefa tinha conhecimento da ação de um assaltante que vinha agindo na região da QNL a pelo menos 6 meses. Os policiais militares souberam dos crimes por meio de grupos de Whatsapp criados para compartilhar informações mais rapidamente entre a PMDF e a comunidade de Taguatinga. 
Ao tomarem conhecimento das ações do assaltante, os policiais da Força Tarefa criaram um grupo exclusivo para levantar informações sobre ele. 
Na manhã desta segunda-feira (24) os policiais da Força Tarefa tomaram conhecimento de uma ação com o mesmo modus operandi do suspeito. 
O sargento Olivon soube do fato e mesmo estando de folga passou a procurar pelo suspeito. O sargento viu um homem com as mesmas características descritas pelas diversas vítimas e pediu apoio para uma equipe do Força Tarefa que estava de serviço. 
O suspeito foi abordado e após algumas perguntas começou a entrar em contradição. No grupo de Whatsapp da PMDF com a comunidade as vítimas afirmaram que ele era o autor dos roubos. 
Por fim, ele acabou assumindo que era o assaltante que vinha agindo a meses na região roubando joias e celulares de dezenas de mulheres. O detido foi levado à 17ª Delegacia. Algumas das vítimas compareceram na 17ª DP para realizar o reconhecimento. Neste momento, chegou uma das vítimas que tinha sido roubada pouco tempo antes na QNL 12 e prontamente reconheceu, por meio de foto, o detido como sendo o autor do roubo.
Como a 17ª Delegacia não é uma central de flagrantes, os agentes pegaram os contatos de todos que compareceram à Delegacia e informaram que posteriormente entrariam em contato para formalizar o registro da ocorrência perante o Delegado de Polícia. Somente a senhora que foi a vítima mais recente registrou de imediato a ocorrência.
O relato mostra o empenho e dedicação dos integrantes da Polícia Militar. Estes policiais utilizaram todos os recursos disponíveis e graças a troca de informações com moradores de Taguatinga, foi possível retirar um dos maiores assaltantes das ruas da cidade.





Postar um comentário

0 Comentários