> PMESP - EMPRESA TURCA GIRSAN VENCE CONCORRÊNCIA PARA 5.000 PISTOLAS .40 - BLOG DO HALK

sábado, 12 de agosto de 2017

PMESP - EMPRESA TURCA GIRSAN VENCE CONCORRÊNCIA PARA 5.000 PISTOLAS .40


Desconhecida no mercado nacional, a empresa turca GIRSAN venceu a disputa de melhor preço na licitação internacional realizada pela Polícia Militar de São Paulo para fornecimento de 5.000 pistolas.40 para a tropa de choque.
As pistolas deverão ser submetidas, agora, a uma série de testes de funcionamento e durabilidade. Se forem aprovadas, a Girsan será declarada a vencedora.
A empresa Turca apresentou um preço final de R$ 1.176 por unidade (com carregadores). Além dela, apenas uma outra empresa participou da disputa, a italiana Beretta, que ofereceu sua pistola pelo preço mínimo de R$ 1.609,50.
"Não teremos nenhum lucro, mas essa venda é muito importante porque acaba com a reserva de mercado que existia", disse Raphael Hakuk, um dos representantes da empresa no Brasil.
Ele se refere à exclusão da Taurus para a venda de pistolas à PM de São Paulo. Essa é a primeira vez em 20 anos que a corporação paulista, a maior compradora desse tipo de armamento do país, realizada uma concorrência internacional para compra de pistolas para a tropa.
Em cinco anos, a corporação desembolsou cerca de R$ 29 milhões.
A licitação internacional foi realizada pela PM paulista após autorização especial do Exército, em razão de penalidade imposta à Taurus. Ela foi impedida de contratar com o Estado por dois anos após problemas no fornecimento de metralhadoras à própria PM.
A Taurus vendeu 6.000 submetralhadoras à corporação, em um valor estimado de R$ 30 milhões, mas a qualidade das armas foi reprovada em testes e permaneceram dentro das caixas por mais de cinco anos.
CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO E AJUDE A MANTER NOSSA PÁGINA
⇓⇓⇓




Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa ser interpretado como crime militar ou comum. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial