> PARA ALÍRIO SEGURANÇA PÚBLICA ESTÁ IGUAL POSTE MIJANDO NO CACHORRO - BLOG DO HALK

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

PARA ALÍRIO SEGURANÇA PÚBLICA ESTÁ IGUAL POSTE MIJANDO NO CACHORRO


Em entrevista cedida para o Bombeiros DF, Alírio Neto falou sobre a Segurança Pública do DF, em que argumentou que Brasília pegou o pior exemplo possível para a Segurança Pública. Disse que temos as melhores Polícias do Brasil e que o governador errou crucialmente ao trazer um secretário adjunto do estado do Rio de Janeiro, onde os índices de esclarecimento de homicídios são de 4% enquanto no DF são de 70%, ou seja, para Alírio seria a mesma coisa do poste ''mijar no cachorro''.

Alírio deixou claro que em vez de exportarmos gestores estamos trazendo para dentro do DF um mão de obra que não atende as exigências da Capital Federal.

Uma das soluções proposta para resolver os problemas da Segurança Pública encontrada por Alírio, seria respeitar a Constituição Federal, porque nela consta a aplicação do Fundo Constitucional que está voltado diretamente para a pasta de Segurança Pública do DF, pois através dela pode dar uma boa remuneração a Policial Civil, Policial Militar e Corpo de Bombeiros como em outras categorias da pasta.

O presidente do PTB deixou bem claro que a Segurança Pública é o patamar final do estado, pois para ele quem não respeita a polícia não respeita mais nada. A pessoa que coloca a sua vida para manter a integridade do estado tem que ser valorizada e respeitada pela sociedade e ter seu reconhecimento através de uma boa remuneração.

Para Alírio existe uma necessidade de implementação de uma política de segurança pública efetiva, pois hoje existe criminosos que estão com mandados de prisão e que continuam reincidindo no crime. Existe mais de 14 mil pessoas com mandado de prisão que estão soltos na rua, ou seja, essas pessoas foram para a delegacia, foram indiciados, foram julgadas e condenados a prisão, porém a pena não pode ser executada porque o sistema carcerário está sobrecarregado. Dessa super lotação, 4 mil condenados são do regime semi-aberto e não deveriam estar dentro dos presídios. Alírio afirma que se colocasse equipes de policiais para ir atrás dos 4 mil condenados mais perigosos dos 14 mil que estão fora das carceragens, de imediato eles abandonariam o DF.

E nesta quinta-feira(17) Alírio lançou seu portal, onde implementa as informações do seu dia a dia, nas das redes sociais.

CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO E AJUDE A MANTER NOSSA PÁGINA
⇓⇓⇓






Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa ser interpretado como crime militar ou comum. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial