> NOTA DE REPÚDIO DA ASOF - BLOG DO HALK

terça-feira, 11 de abril de 2017

NOTA DE REPÚDIO DA ASOF


Nota de Repúdio

Fratricídio 

Movimentos grevistas sem apelo popular e judicialmente rechaçados, índices pífios de resolução de crime, um diretor de comunicação verborrágico, alguns delegados precisando de tratamento nos dizeres da própria direção geral, irresponsabilidade reiterada de determinados dirigentes sindicais  materializada por intermédio de manifestações apressadas, desconectadas da realidade e desprovidas de respeito, entre outros, enfim, junte esses ingredientes e terá a fórmula da repressão criminal desqualificada traduzida em fracasso.

Não obstante, impulsionados pelo desespero, elegendo o inimigo errado, alguns policiais civis tem promovido uma infeliz e infundada guerra contra policiais militares, encampando ataques sistemáticos que beiram a esquizofrenia.

Exemplificamos com duas as ações bem sucedidas por parte da PMDF que ganharam notoriedade na imprensa não pelo inconteste valor do trabalho em si, mas pelo conjunto da obra acima. A primeira ocorrida quando da maior apreensão de armas de fogo da história do DF e prisão dos envolvidos. A segunda, realizada no dia 7 de abril do ano em curso que também resultou na prisão em flagrante de outro criminoso.

Em ambos casos, os policiais militares foram recebidos como inimigos e de forma criminosa nas circunscricionais correspondentes. Com palavras de baixo calão, ofendidos, desrespeitados, constrangidos e tratados sem qualquer parâmetro ético e/ou moral, assim foi o encaminhamento dispensado por aqueles mesmos delegados aos policiais militares responsáveis pelos flagrantes.

Merece ser dito que o Poder Judiciário não apenas validou nos autos respectivos as ações por parte dos policiais militares como, por via reflexa, evidenciou o desserviço prestado pelos delegados em questão que de maneira insana atuaram ao arrepio da lei.

Ocorre que nessa guerra entre irmãos não há vencedores, sendo a sociedade a maior prejudicada. Talvez a criminalidade possa comemorar, nós não.

Estamos a falar de duas corporações policiais constitucionalmente organizadas, mantidas pela União e subordinadas ao Governador do Distrito Federal que padecem das mesmas mazelas como condições precárias de trabalho, defasagem salarial, escassez de efetivo sem precedente e seus integrantes sendo levados à exaustão pela sobrecarga de trabalho.

Observa-se que há um grande responsável pela harmonia e destinação adequada dos recursos provenientes do Fundo Constitucional, nos parecendo claro que a omissão do comandante em chefe da PMDF, CBMDF e PCDF seja o principal vetor dessa Babilônia que tem se tornado a segurança da Capital da República.

O pai erra ao não se sentar à mesa com todos os seus filhos para tratar de questões que são comuns a todos, pecando também na mesma medida ao silenciar quando eles brigam. 

O Governador do Distrito Federal erra ao não tratar da questão salarial de maneira transparente, aberta e franca com todos os policiais e bombeiros, assim como peca ao ignorar o fratricídio anunciado que se instala entre seus integrantes. 

Neste sentido, a Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal:

- parabeniza os policiais militares que apesar de todas adversidades não hesitam em bem servir a sociedade do Distrito Federal, razão primeira e ultima de nosso trabalho;

- reafirma seu respeito pela instituição PCDF e seus valorosos integrantes;

- repudia publicamente a conduta isolada e transloucada daqueles delegados que incessantemente se dedicam a desmerecer o trabalho da Polícia Militar;

- repudia publicamente o silêncio ensurdecedor do governador em relação aos problemas aqui elencados; e

- convida para o diálogo os líderes sindicais dos policiais civis, na certeza de que juntos, pautados pelo respeito e bom senso, reuniremos melhores condições de equacionar as pendências vigentes. 

ASOF


Links úteis:

http://www.metropoles.com/distrito-federal/diretor-da-pcdf-afirma-que-delegados-afastados-atrapalhavam-a-gestao

http://cache-internet.tjdft.jus.br/cgi-bin/tjcgi1?MGWLPN=SERVIDOR1&NXTPGM=tjhtml122&ORIGEM=INTER&CIRCUN=14&SEQAND=2&CDNUPROC=20171410014998

http://cache-internet.tjdft.jus.br/cgi-bin/tjcgi1?NXTPGM=tjhtml105&ORIGEM=INTER&SELECAO=1&CIRCUN=15&CDNUPROC=20171510018359

OBS.: concedida a ordem, mas a decisão ainda não disponibilizada eletronicamente.


6 comentários:

  1. Acho que vc deve parar de fomentar essa briga que, aliás, está sendo levada adiante pela PMDF. Não há motivo para tanta perseguição, vez que as duas polícias citadas aqui estão sendo desprestigiadas. Assim, verifica-se apenas a demonstração de um espírito pequeno, daqueles que disseminam a discórdia. A PCDF não é inimiga da PMDF. Parem de perseguí-la. Há muitos órgãos do Estado que são bem mais valorizados. Analistas dos tribunais, polícias legislativas, auditores de trânsito, etc... são bem mais recompensados e a PMDF procura atingir uma polícia que está descendo a ladeira. Cobrem do governo isonomia com a Polícia do Senado, que ganha uma fortuna por mês pra nada fazer e, além disso, nas manifestações, depende da PM. Persigam os auditores de trânsito, que fazem o trabalho do Batalhão de mesmo gênero... A PCDF está tão desvalorizada quando vcs.. o inimigo é outro. Demonstrem mais sabedoria e persigam quem realmente detém a atenção do Governo!

    ResponderExcluir
  2. Fale isso para os seus colegas da PCDF também meu chapa.

    ResponderExcluir
  3. Nobre Colega Evaldo, penso eu que vc não deve ter lido todo o exposto na matéria pois a mesma deixa bem claro que foram ações isoladas de algumas pessoas que são da PCDF. Não diz em nenhum momento que a instituição PCDF é inimiga da instituição PMDF. A PMDF nao persegue, não instiga e nunca procurou atrito com a PCDF, pelo contrário, têm sido o "primo pobre e rejeitado" ao longo de muitos anos. Cada instituição procura o melhor para seus integrantes. Se a PMDF procura(eu acho que não) isonomia com a PCDF é o mesmo que a PCDF têm procurado com a PF. Embora eu tenha visto que a única coisa que a PMDF têm pedido que seja igual à PCDF é o percentual num provável aumento e não a tal falada isonomia. Seja sábio ao falar daquela corporação que quando VC mais precisa é por ela que VC MESMO chama. Pense nisso!

    ResponderExcluir
  4. Verdades ignorantes!!Num passado não muito distante ouvimos do diretor da PC que se não satisfeitos com o salário irmos ao departamento pessoal pedir pra sair. E agora??....Realmente é desesperador para quem já foi a prima rica da segurança pública!!

    ResponderExcluir
  5. engraçado que quem esta persseguindo sao os pcs df como é veiculado na mÌdia local, ai vem dizer que a pmdf esta persseguindo a pcdf sr evaldo carvalho onde o senhor estava quando a midia divulgou materia a respeito da autuaçao de policiais militares em taguatinga, guara, e por ultimo em recanto das emas.

    ResponderExcluir
  6. Pessoal, o governo quer é isso mesmo. Dividir a segurança pública, assim como já o fez com a sociedade. Quanto maior a divisão, mais poderoso o governo fica. Não vamos ficar dando repercussão aos incidentes que vem ocorrendo!

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa ser interpretado como crime militar ou comum. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial