O que é e o que não é perseguição de superior…


  Categoria: MilitarismoPolícia Militar | Autor: 

  

Sabemos que as organizações militares são ambientes tradicionalmente acusados de acobertar práticas perversas nas relações interpessoais entre superiores e subordinados, principalmente em virtude de marcas de um passado que sequer permitia a liberdade de expressão ao cidadão comum. Hoje, após a Constituição de 1988, casos de assédio e arbitrariedades ainda ocorrem, mas limitados por novas mentalidades, pela já citada renovação legal (que nem atingiu tanto os militares) e pelo acesso das “baixas hierarquias” a mecanismos como o Ministério Público e a imprensa.

Nas polícias militares, principalmente entre os praças, ainda há uma hipersensibilidade às ações dos seus superiores, que nem sempre estão adequadamente alinhadas com o papel de “promotor da cidadania” que deve exercer nas ruas – diferentemente das Forças Armadas, que, quase toda aquartelada, vive a doutrina militar de comando e controle em sua essência. A massa das tropas PM, soldados, cabos e sargentos, veem seus superiores como potenciais praticantes de “perseguições”.

O termo “perseguição” pode ser entendido como o conjunto de medidas adotadas por um superior contra um subordinado, podendo ser elas ilegais ou legais, mas administrativamente injustas e direcionadas. Para que o leitor entenda do que estamos falando, abaixo vai uma pequena lista do que entendemos ser perseguição e do que não é, embora muitos, irrefletidamente hipersensíveis, considerem como tal:

É perseguição:

- Transferir o policial para um local distante de onde reside sem qualquer justificativa funcional plausível;

- Cobrar o cumprimento de determinações, mesmo as legais, que não são exigidas aos demais policiais da unidade;

- Punir o policial por falta disciplinar desproporcionalmente à natureza do atraso (imagine a demissão de um policial por chegar atrasado ao serviço);

Não é perseguição:

- Cobrar cumprimento de horário;

- Exigir que os trâmites legais sejam adotados para determinado procedimento;

- Não conceder privilégios individuais sem critérios técnicos/legais.


É sempre bom estar atento à tentação da pessoalidade, que pode fazer com que o superior hierárquico aja com excessivo rigor e desnecessária cobrança contra um profissional. Por outro lado, é preciso que o subordinado entenda o papel do superior, e se insira em sua profissão de acordo com os preceitos legais e técnicos exigidos.

Não devemos crer no discurso vitimista de quem é perseguido por tudo e por todos. Mas não devemos ser otimistas nem benevolentes mesmo com as pequenas medidas carregadas de vaidades, pois geram uma cadeia de perversidades e distorções institucionais.

Autor: Danillo Ferreira - Tenente da Polícia Militar da Bahia, associado ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública e graduando em Filosofia pela UEFS-BA. | Contato: abordagempolicial@gmail.com

15 Comentarios "O que é e o que não é perseguição de superior…"

  1. FIM AO MILITARISMO JÁ.

    ResponderExcluir
  2. hoje estavam arrochando o uso de boina em planaltina, o oficial disse que e coisa do 01, temos que voltar a operação tartaruga urgente.

    ResponderExcluir
  3. CONSEGUIRAM CALAR NOSSOS REPRESENTANTES DO M.U, MAIS A LUTA NÃO ACABOU, A HUMILHAÇÃO DOS PRAÇAS DA PMDF ESTÁ CHEGANDO AO FIM, MESMO QUE SEJA COM A AJUDA INTERNACIONAL ATRAVÉS DA ONU QUE CONDENOU AS POLÍCIAS MILITARES DO BRASIL. TODOS SABEM QUE SOMOS UM ESPELHO DA DITADURA MILITAR QUE REPRIMIU O POVO BRASILEIRO E RETIROU DIREITOS DOS CIDADÃOS, PORTANTO AS POLÍCIAS MILITARES COM SEUS REGULAMENTOS ARCAICOS E O VÍNCULO COM O EXERCITO É SINÔNIMO DE ATRASO E UMA AMEAÇA CONSTANTE À DEMOCRACIA. AS POLÍCIAS MILITARES DEVEM SER DESMILITARIZADAS PARA EXERCEREM ATIVIDADES DE NATUREZA CIVIL AO LADO DO POVO, PERMITINDO DESSA FORMA SUA MODERNIZAÇÃO E UNIFICAÇÃO DAS FORÇAS POLICIAIS NOS ESTADOS, DANDO MAIOR CELERIDADE E EFICIÊNCIA AO TRABALHO DE POLICIAMENTO E INVESTIGAÇÃO ATRAVÉS DE UMA ÚNICA POLÍCIA, PERMITINDO UM CICLO COMPLETO COM MENOS BUROCRACIA.

    ResponderExcluir
  4. muito colegas estao sendo transferido para plano, nova politica do comando segurança só no Plano Piloto.Obs:muitos desse colegas só faltam dois ou três para irem embora,a ordem do n°1 e arrochar os mais antigos.

    ResponderExcluir
  5. DIALOGO DA RD QUE NÃO DEVE SER POSTADO LÁ, COM CERTEZA.

    Policial militar disse... (Sgt Roner)
    Bom, em relação a chamar outra assembleia:
    Creio que outra assembleia seria precipitado ( opinião minha e naõ do M.U). O PT não se sensibiliza com assembleias. Vi e ouvi isso de pessoas do governo. O que precisamos é articular nos bastidores com todos os níveis de poder para que a coisa se agilize.
    Outra coisa , estamos dependendo do GOVERNO FEDERAL e não mais do GDF. Quem irá dá alguma coisa é o governo federal.Nosso foco é o MPOG e a Casa Civil.Se tiver que haver pressões deve ser lá. Sugiro que façamos manifestações em frente a esses orgãos com faixas e indo lá. Nada impede que grupos de policiais se direcionem para esses locais para irem cobrar agilidade.

    Roner Gama
    31 de maio de 2012 23:28

    Sgt Roner,
    É passado a hora dos senhores pararem de se fazer de criancinhas e de nos tratarem como tal; o senhor melhor do que ninguem sabe que esse seu MU levou uma rasteira e que o governo, seja local ou federal estão cagando e andando para nós. Agora te pergunto, porque não foram leais conosco? porque não nos avisaram o que estava acontecendo desde o princípio? porque confiaram num cara que teve 24 votos em 2010, ano que a Rede Democrática fez uma enquete em comum acordo com o atual governador para escolher o novo cmt geral? porque não foram honestos conosco postando nossa proposta de reestruturação? porque voces estão querendo jogar a culpa agora no governo federal? porque o 01 entregou uma proposta no MPOG sem voces e nós sabermos o teor, logo depois da reunião do dia 25/05 passado?
    Quando o senhor tiver condições de responder a essas perguntas e coragem para postá-las aí a gente conversa.
    Cb TECSOP Agora Revoltado

    ResponderExcluir
  6. O RDE está ai pra quando faltar argumentação do comando, ele ser usado.

    ResponderExcluir
  7. A PMDF, usar um regulamento utilizado pra punir um conscrito de dezoito anos. Ser também usado na policia militar modelo no Brasil imagine as outras policias militares.

    ResponderExcluir
  8. O GDF CONTINUA MENTINDO PARA CATEGORIA! PROMETEU EM CARTA DAR CONTINUIDADE AS NEGOCIAÇÕES COM A CATEGORIA E ATÉ AGORA NÃO CUMPRIU O ACORDO. SECRETÁRIO WILMAR LACERDA, PACIÊNCIA TEM LIMITES! ASSEMBLÉIA JÁ!

    Saibam mais: www.aspradf.com.br

    ResponderExcluir
  9. NOTA DE ESCLARECIMENTO
    Sobre a resposta do Comando Geral da PMDF ao artigo publicado no site da ASPRA sobre mudanças na escala do expediente e os rumos da negociação salarial
    1 – Respeitamos a autonomia administrativa do Comando da Corporação em todas as suas prerrogativas. Os atos do Comando são legais e legítimos tendo como base o Decreto 31. 793 de 2010, citado oportunamente. Caso não o fossem, certamente, como entidade de classe legalmente constituída, acionaríamos as instâncias judiciais competentes em defesa das prerrogativas das praças policiais e bombeiros militares do DF.
    2 – Quando nos referimos sobre supostas decisões autoritárias praticadas pelo Comando não afirmamos em momento algum sobre essas decisões serem ilegais. Foram decisões sim em nossa opinião autocráticas e de acordo com o dicionário on line de português, autoritárias. (Autoritário - adj; Que usa com rigor de toda a sua autoridade, que não admite contradição, etc.).
    3 – A ASPRA nunca interferiu em questões referentes à gestão da Corporação, pelo contrário, sempre as respeitou. Sabemos muito bem não ser de nossa competência e interesse tal ingerência. Mas, no momento em que decisões, mesmo legais dos gestores da instituição interfiram no cotidiano das praças, prejudicando seu planejamento familiar e conseqüente qualidade de vida não nos furtaremos do nosso dever legal de opinar sobre essas decisões imperiosas.
    4 – Sobre a participação do Comandante Geral em reuniões com o GDF para tratar de assuntos relativos a reivindicações por melhorias salariais para a categoria somos democraticamente favoráveis. O que não se pode é querer sobrepor e ilimitar seu papel de mediador dessa relação sempre conflituosa entre associações classistas, que defendem os interesses de trabalhadores, servidores que o são os policiais e bombeiros, e o governo. Alertamos de forma lógica e racional que o Comando tem sua atuação na negociação limitada por suas obrigações institucionais com o GDF (o patrão).
    5 – Nos colocamos a disposição do Comando da corporação, de forma transparente, democrática e sincera com o objetivo de mantermos um debate em auto-nível que proporcione a nossa categoria melhorias nas condições de serviço, possibilitando com isso, melhor qualidade dos serviços de prestação segurança pública no DF.
    6 – Relembrando que, o Comandante-Geral é o mais “auto” representante da instituição PMDF, defendendo seus interesses institucionais. Enquanto as associações e seus representantes políticos defenderão sempre os interesses da categoria, do servidor que o é as praças policiais e bombeiros militares do DF.
    ASPRA DF
    “Em defesa das prerrogativas dos policiais e bombeiros militares do DF”

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde a todos.
    Todos os dias abro as redes sociais a procura de boas notícias, em busca de respostas para nossas indagações, reivindicações, mas a decepção me acomete mais uma vez.
    O que se vê é que tudo aquilo que conquistamos com nosso grito de liberdade está se esvaindo pelos nossos dedos.
    Começamos um movimento reivindicatório nunca antes visto na história de nossa instituição.
    Tudo indicava que se seria diferente, pois a maioria se intitulava como uma liderança. Onde, da forma que estava sendo conduzido o processo dentro dos princípios da legalidade e por menor que pudessem existir os riscos, não se esperava que ninguém viesse à tona dizer que estava se arriscando em prol da classe. Aliás, discurso esse de representantes ultrapassados e esquecidos pelo tempo.
    Deixamos nos iludir mais uma vez por falsas promessas e com o aval daqueles a qual confiamos, piamente, nos representar.
    As respostas estão aí para todos verem. Digo, não há respostas. Apenas dúvidas, descasos e incompreensões.
    Agora como unir forças para continuar lutando?
    A velha máxima é que a esperança é a última que morre.
    Mas como continuar a ter esperança se aqueles ao qual confiamos nossos anseios não nos dão a devida atenção, não nos põem a par do que está realmente acontecendo, apenas nos acusam de querer aparecer para tentar roubar suas condições de prestígio, para quem sabe galgarem uma cadeira cativa em 2014. E mais, tentando deturpar as palavras daqueles que mais contribuíram para a abertura dessa nova era em nossas carreiras.
    Sei que serei acusado de semear a discórdia contra nossos ditos representantes, mas o que vimos é só isso, discórdia, discordância, desrespeito e descaso nos últimos tempos.
    Não sejamos hipócritas em acreditar que algo de ruim não está acontecendo nos bastidores, que não estamos sendo enrolados e enganados.
    Gostaria que a realidade fosse outra. Por isso peço aos ditos representantes que tenham a hombridade de vir a público e esclarecer que tudo isso não passa de falatórios com intuito de desestabilizar o movimento. Mas, se não o fizerem, estarão sinalizando que é essa a verdadeira realidade e dando a devida razão para todas as críticas externadas.
    Agora mudando um pouco o foco quero refletir sobre outra coisa. Como podem homens tão valorosos e corajosos que enfrentam as condições mais hostis possíveis, encaram bandidos da pior espécie, trocam tiros com marginais, atendem acidentes em condições terríveis, contêm manifestações das mais numerosas e tensas, participam de resgates dos mais perigosos e entre outras coisas, mas não conseguem lutar pelos seus direitos e encarar os seus próprios algozes? Sim, pois o que se vê hoje nos vários quartéis é o medo estampado nos rostos desses tantos heróis temendo represálias de seus comandantes. Chega a ser incompreensível tal situação, pois o correto seria que aquele que está dentro e na defesa de seu direito não deveria temer ninguém.
    Está aí uma incógnita que até o ser mais pensante jamais conseguirá explicar.
    Encerro esperando poder receber melhores notícias nos próximos dias para que venha me encher novamente de esperança e tentar ajudar naquilo que for possível.
    Que Deus ilumine a todos.

    1º SGT INDIGNADO

    ResponderExcluir
  11. ATENÇÃO PRAÇAS, VAMOS PRESSIONAR O GDF! PARTICIPE DA GRANDE CAMINHADA RUMO AO PALÁCIO DO BURITI PARA COBRAR DO GOVERNADOR ANDAMENTO NAS NEGOCIAÇÕES. DATA: DIA 06 DE JUNHO – CONCENTRAÇÃO A PARTIR DAS 08:30H AO LADO DO ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA – VIA N1 – PLANO PILOTO
    Obs: Ônibus grátis ás 07;30h da Sede da ASPRA – Tag. Norte Informações: 3336-1014 – www.aspradf.com.br

    ResponderExcluir
  12. BOINA É COISA DE BONECO EM MANEQUIM DE VITRINE DE LOJA, POIS NÃO TEM UTILIDADE E NEM UM TIPO DE CONFORTO PARAA QUEM USA E PARA QUEM EXIGE!

    ResponderExcluir
  13. ESTAMOS PASSANDO UM MOMENTO CRUCIAL ENTRE O BOM CENSO E O ATRASO PROTELADO ATÉ OS DIAS DE HOJE POR ESTE QUE ESTÃO HOJE CURTINDO SUAS GORDAS APOSENTADORIAS E DE PIJAMA, MAIS DÚVIDO, SE ALGUM DELES TERÍA PEITO E PACIÊNCIA DE RETORNAR COM ESTES MOLDES DE ADMINISTRAÇÃO QUE AINDA PRECISA SER ADEQUADO COM ESTES SISTEMA MILITARRIZADO QUE LIMITA R ATROFIA O BOM ANDAMENTO DOS SERVIÇOS POLICIAIS, PRINCIPALMENTE, SE REFERINDO Á PARTE AUTONÓMO DA ATIVIDADE FIM!

    ResponderExcluir
  14. VOCÊS TEIMAM EM IR PARA O BURITI, QUE MERDA ....., VAMOS BATER NA PORTA DE QUEM TEM O PODER. NA PORTA DO PALÁCIO DO PLANALTO E NA CASA DO POVO, CONGRESSO NACIONAL. POLICIAL INTELIGENTE SABE ONDE PEDIR.

    CHAMARÁ A ATENÇÃO DE QUEM DE DIREITO... ÓTIMA IDÉIA GDF MERECE

    ResponderExcluir
  15. coitado de quem morre nas periferias será que a vida no plano piloto vale mais do que um pobre pai de familia que é assaltado e morto porque so tinha um vale transporte no bolso e uma marmita azeda na bolsa. ´´´´´´É, más está claro que sim, percebe-se no auxilio moradia 800 que vira 8,00 reais e 3.000 que é pura realidade.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa ser interpretado como crime militar ou comum. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial